Fazer frete com Fiorino dá dinheiro? Saiba aqui

É muito comum pensar em grandes caminhões quando o assunto é o frete e o transporte de cargas. No entanto, é possível atuar nesse mercado com outros tipos de veículos, como as vans e as Fiorinos, por exemplo. Dito isso, fazer frete com fiorino dá dinheiro?

Tudo vai depender do tipo de carga, da modalidade de trabalho e da sua capacidade de se adaptar às exigências de cada opção. Portanto, preparamos um artigo inteiro para explicar tudo sobre esse tipo de profissão e as suas possibilidades.

Tipos de trabalho possíveis com Fiorino

motorista de caminhão

Hoje em dia, existem muitas opções no que diz respeito a trabalhar com o transporte de cargas. Não só é possível transportar vários tipos de carga, mas também existem diferentes modalidades de atuação, cada uma com suas vantagens e desvantagens. Portanto, antes de responder se fazer frete com Fiorino dá dinheiro, vamos entender as opções do motorista desse tipo de veículo.

No Brasil, o motorista de Fiorino pode escolher entre três alternativas: trabalhar como autônomo, como funcionário de uma empresa e como agregado. Vamos entender os pontos positivos e negativos de cada uma:

O motorista autônomo é aquele que possui a sua própria Fiorino e que, portanto, é o único responsável pela manutenção do veículo, assim como as demais despesas. Esse tipo de profissional é o que possui a maior liberdade entre as três opções, afinal, ele decide quais serviços aceitar ou recusar, além de poder elaborar a sua própria rotina de trabalho. Apesar de aproveitar essa liberdade, o motorista não possui uma renda fixa. Por isso, é muito importante saber se organizar e estar sempre à procura de novos clientes ou parcerias para aumentar o faturamento.

Por outro lado, o motorista que trabalha como funcionário tem a garantia de receber o seu salário mensalmente. Além disso, o veículo é fornecido pela empresa, assim como todas as obrigações relacionadas, como o abastecimento de combustível e a manutenção. Diferentemente do autônomo, a empresa determina a carga horária, a quantidade de serviços e o tipo de carga. A liberdade é consideravelmente menor, apesar de ser uma modalidade mais estável financeiramente, afinal, o funcionário estará sendo beneficiado pelas leis trabalhistas.

Por fim, o motorista de Fiorino pode optar pelo agregamento. Essa modalidade é um tipo de meio termo entre as outras duas: enquanto o motorista é dono e responsável pelo seu veículo, ele assina contratos mais ou menos duradouros com empresas. Na maioria dos casos, é possível, inclusive, estar oferecendo serviços para mais de uma empresa simultaneamente, desde que o motorista saiba administrar bem a sua rotina de trabalho. Resumindo, o motorista agregado pode usufruir da liberdade de um autônomo, enquanto se tem uma maior estabilidade financeira.

É importante lembrar que, no Brasil, para realizar qualquer tipo de transporte remunerado, seja qual for o veículo, é obrigatório que o motorista possua o Registro Nacional de Transportadores Rodoviários de Cargas (RNTRC). Atualmente, o processo de emissão desse documento pode ser feito inteiramente pela plataforma digital da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).

Tipo de cargas para Fiorino

motorista de fiorino

Depois de entender as possibilidades de atuação para um motorista de Fiorino é hora de descobrir quais os tipos de cargas mais interessantes para esse veículo.

Apesar dos indiscutíveis problemas e desafios causados pela pandemia do coronavírus, o mercado de fretes foi uma das poucas áreas favorecidas, pois as medidas de isolamento social fizeram com que muitas pessoas dessem preferência para compras em lojas virtuais.

Isso aumentou muito as opções de cargas para motoristas de Fiorino, pois esse veículo é capaz de transportar a maioria das cargas de pequeno porte. Portanto, trabalhar com entregas de e-commerce é uma boa opção, afinal, as opções são diversas: equipamentos eletrônicos, roupas, calçados, livros, brinquedos, alimentos, bebidas, etc.

Além do e-commerce, é possível trabalhar com entregas para empresas de vários tipos, como o abastecimento de estabelecimentos comerciais, por exemplo. Inclusive, existem muitas empresas que preferem contratar veículos menores, como a Fiorino, por envolverem menos despesas que caminhões, por exemplo.

Uma outra opção é realizar pequenos fretes. Nesse caso, também existem muitas possibilidades, como o transporte de móveis e, até mesmo, de mudanças residenciais que não exigem um grande compartimento de carga.

Fazer frete com Fiorino dá dinheiro sim!

fazer frete com fiorino dá dinheiro sim

Agora que você já conhece as suas possibilidades quanto ao transporte de cargas com Fiorino, é o momento de responder a pergunta inicial: fazer frete com Fiorino dá dinheiro? A resposta é sim. Um motorista de Fiorino pode ter um lucro líquido mensal entre R$3.500 e R$10mil. Tudo vai depender das suas decisões quanto ao tipo de trabalho.

Por exemplo, existem vários aplicativos de frete que aceitam agregar motoristas de Fiorinos atualmente. Essa pode ser uma ótima forma de aumentar o seu faturamento, pois você terá acesso a uma grande quantidade de clientes sem que você precise gastar com divulgação. Nesse caso, o app da Noli é a sua melhor opção, pois a plataforma oferece diversos benefícios para o motorista de Fiorino.

Primeiramente, na Noli, você poderá examinar todos os itens que serão transportados antes de aceitar o serviço. Desse modo, você estará ciente das exigências da carga e poderá se preparar de acordo, evitando quaisquer imprevistos de última hora. Além disso, a Noli estará monitorando todo o andamento do serviço em tempo real, deixando à disposição do motorista um canal de comunicação antes, durante e depois do transporte para resolver qualquer adversidade.

Fazer frete com Fiorino dá dinheiro? O que entra no cálculo do frete? 

cálculos de frete

Agora que você sabe que fazer frete com Fiorino dá dinheiro sim, é preciso entender como funciona o cálculo do orçamento de cada serviço. Para isso, é preciso se atentar a alguns detalhes sobre a carga. Os principais são: cubagem, peso e distância do trajeto. 

A cubagem diz respeito ao volume ocupado pela carga. Esse aspecto é muito importante, pois existem muitos produtos que, mesmo não sendo pesados, ocupam um grande espaço. Isso impede que você possa transportar outros itens e, consequentemente, pode prejudicar o seu rendimento.

O peso é uma variável que também deve ser levada em consideração, pois cada veículo possui um limite máximo que pode carregar, no caso da Fiorino, esse valor é de 650 kg. Caso essa medida seja ultrapassada, a estrutura do carro pode se deteriorar e, inclusive, causar acidentes.

Por fim, a distância entre o endereço de origem e de destino do serviço também é relevante, afinal, quanto maior o percurso, maior o gasto com combustível.

Foi possível perceber que fazer frete com Fiorino dá dinheiro, desde que o motorista saiba escolher bem cada serviço, levando em consideração os limites impostos pelo veículo de transporte. 

Atualmente, uma das formas mais lucrativas é agregar a sua Fiorino a uma empresa que trabalhe com segurança e seja justo com os seus parceiros. Portanto, o que está esperando? Baixe o app da Noli, cadastre o seu veículo e aproveite um fluxo constante de clientes!

Índice do Conteúdo

Compartilhe este conteúdo

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.