É possível cancelar contrato de aluguel antes de 7 dias?

Quem mora de aluguel há bastante tempo sabe que é necessário cumprir um contrato de locação, que determina deveres de ambas as partes (locatário e locador). Mas, para quem está iniciando uma nova jornada em um imóvel alugado, podem surgir diferentes dúvidas contratuais e sobre a legislação vigente, como, por exemplo, se é possível cancelar contrato de aluguel antes de 7 dias.

O processo de locação de um imóvel é trabalhoso e burocrático. Primeiramente, é necessário encontrar o imóvel ideal para alugar, de acordo com suas necessidades (localização, tamanho do imóvel, quantidade de cômodos) e também sua condição financeira. 

Porém, mesmo que você encontre o imóvel que considera ideal naquele momento e assine o contrato de locação, seja casa ou apartamento, é possível encontrar problemas com a residência ou você pode simplesmente mudar de ideia. 

Nesse sentido, é importante entender mais sobre as legislações a respeito, que dizem, por exemplo, se é possível cancelar contrato de aluguel antes de 7 dias e em quais situações isso ocorre. 

Cancelar contrato de aluguel antes de 7 dias

contrato de aluguel

Cancelar contrato de aluguel antes de 7 dias parece algo totalmente normal e permitido, pois é assim que funciona com a grande maioria dos serviços e produtos que contratamos ou compramos. 

Quando você adquire um serviço, por exemplo de assinatura de uma plataforma de Streaming, você tem até 7 dias para experimentar o produto e ver se realmente vale a pena para você. 

Essa possibilidade existe pois a contratação de grande parte dos serviços se enquadra no Código de Defesa do Consumidor, conforme descrito no artigo 49: “O consumidor pode desistir do contrato, no prazo de 7 dias a contar de sua assinatura ou do ato de recebimento do produto ou serviço, sempre que a contratação de fornecimento de produtos e serviços ocorrer fora do estabelecimento comercial, especialmente por telefone ou a domicílio.”

Entretanto, as legislações locatícias funcionam de forma diferente das de uma contratação de um serviço comum no dia a dia. Essas legislações são específicas para esse tipo de contratação, não se enquadrando no código do consumidor exemplificado acima.

Dessa maneira, a lei de arrependimento de 7 dias não vale para contratos de locações de imóveis. Caso o contratante se arrependa da assinatura, ele deve pagar uma multa contratual prevista no contrato assinado com a imobiliária, que pode variar de caso em caso.

Imóvel locado com imobiliária: como as legislações locatícias são diferentes das de contratação de um serviço normal a lei de arrependimento de 7 dias não vale, precisa ser paga a multa contratual prevista em contrato no caso de arrependimento;

Como fazer a rescisão do contrato de aluguel

é possível cancelar contrato de aluguel antes de 7 dias

Apesar de não ser possível cancelar contrato de aluguel antes de 7 dias sem que seja paga uma multa prevista no contrato, existem situações em que o locatário pode efetuar a quebra de contrato e ficar isento do pagamento da multa, de acordo com a Lei do Inquilinato. A situação mais comum é quando o residente do imóvel locado precisa mudar de cidade devido a transferência de seu local de trabalho.

Apesar disso, tanto em situações que envolvem multa ou não, a quebra de contrato precisa seguir algumas normas estabelecidas pela lei, servindo como garantia para que a imobiliária consiga se preparar para essa quebra.

Primeiramente, independentemente do motivo pelo qual o locatário irá quebrar o contrato, é necessário comunicar o locador com antecedência que o contrato será quebrado.

No caso da situação descrita anteriormente, em que o inquilino tem de se mudar para uma nova cidade devido à transferência de trabalho, é necessário que o locatário informe a imobiliária com pelo menos 30 dias de antecedência.

Ainda, é indispensável a apresentação de um comunicado por escrito por parte da empresa que está contratando essa pessoa, garantindo que essa transferência realmente é necessária e ocorrerá de fato. 

Além disso, ainda existem duas situações em que o locatário fica isento de multa caso queira a rescisão contratual: quando o imóvel apresenta problemas estruturais importantes, que coloque em risco a vida dos moradores na residência, ou quando existe um acordo formal entre proprietário e locatário.

O aviso com antecedência de no mínimo 30 dias também é válido para as demais pessoas que queiram fazer a rescisão contratual do aluguel, seja diretamente com o proprietário do imóvel ou com a imobiliária. Mesmo com o aviso prévio, o locatário deve ficar a cargo de entregar o imóvel em perfeitas condições e com todas as contas referente a residência pagas.

Dessa maneira, ao cancelar contrato de aluguel antes de 7 dias você deve pagar a multa descrita em contrato, funcionando da mesma maneira para quebra de contratos vigentes para quem não se enquadra nas situações mencionadas anteriormente. Mas qual é o valor dessa multa? Bom, depende, principalmente, do tempo restante de duração do acordo.

A duração do contrato varia muito, mas, costuma ser de no mínimo dois anos (24 meses), podendo chegar até 3 anos (36 meses). O cálculo para determinar a multa deve ser proporcional ao tempo restante de contrato no ato da quebra, ou seja, a partir do momento em que o locatário avisa o proprietário ou imobiliária que deixará o imóvel.

Normalmente, o valor da multa descrita em contrato costuma variar de 1 a 3 aluguéis, sendo proporcional ao tempo de contrato. Levando em consideração um contrato de 2 anos, por exemplo, mas com a quebra ocorrendo após 12 meses de locação, o valor diminui para 1 aluguel integral, e vice-versa. 

Por fim, vale ressaltar que, independente se o locatário decide cancelar contrato de aluguel antes de 7 dias ou então após meses de locação, em um contrato direto com a imobiliária, provavelmente será solicitado uma vistoria para observar se o imóvel está nas condições ideais, verificando os aspectos estruturais, portas, janelas, pisos, pintura, etc. 

Apenas após a aprovação do responsável pela vistoria é que você poderá deixar, em definitivo, o imóvel.

Condições para fazer cancelamentos

corretor fazendo vistoria

Antes de assinar um contrato de aluguel, é fundamental ler com atenção todos os detalhes descritos no documento, evitando surpresas durante o processo e tempo de vigência do contrato. Infelizmente, muitas pessoas ainda acreditam que cancelar contrato de aluguel antes de 7 dias, ou em outros momentos, é uma ação legítima, sem a necessidade de arcar com multas. 

Entretanto, como o Código do Consumidor não se aplica a contratos de locação diretamente com o proprietário ou imobiliária, muitas pessoas acabam se encontrando nesse problema sem o preparo necessário. 

Como dissemos, existem algumas condições que existem para fazer o cancelamento do contrato quando ele já está vigente. Ambas as partes, locatário e locador, precisam estar cientes das suas obrigações e seus direitos em relação ao acordo.

No caso do locatário, pode ser feita a solicitação da rescisão do contrato, mesmo com ele vigente. Caso não exista um motivo descrito nas Leis do Inquilinato, como mudança do local de trabalho, condições precárias do imóvel ou a partir de um acordo, o locatário deverá pagar uma multa proporcional ao tempo de contrato. 

Agora, se o locatário está tentando cancelar o contrato de aluguel antes de 7 dias, ele deverá pagar uma multa descrita em contrato, que pode girar em torno de 30% do aluguel, além de outros encargos descritos no documento. 

Entretanto, não é apenas o locatário que deve cumprir com as obrigações contratuais. O locador ou proprietário do imóvel também não pode cancelar contrato de aluguel antes de 7 dias sem que arque com um pagamento adequado para o inquilino.

Já enquanto o contrato está em vigência durante alguns meses, também existem cláusulas que precisam ser consideradas. O locador não pode cancelar o contrato de forma indevida, sem que haja um motivo plausível para isso ou sem um acordo entre ambas as partes. Os principais motivos que permitem que o locador cancele o contrato com ele em andamento, são:

  • Práticas ilegais dentro do imóvel;
  • Desrespeito de alguma cláusula do contrato;
  • Falta de pagamento do aluguel ou outros encargos por parte do residente;
  • Caso aconteça alguma prática ilegal no imóvel;
  • Para reparações no imóvel designadas pelo poder público, não sendo possível realizá-las com o inquilino residindo no imóvel.

Após o fim do período descrito no contrato, que costuma variar de 12 a 36 meses, o locador pode solicitar a saída do locatário sem apresentar nenhum motivo. Porém, também é necessário informar ao inquilino com antecedência, solicitando um prazo de 30 dias para que ele deixe o imóvel.

Conclusão: cancelar contrato de aluguel antes de 7 dias

Mudar de residência é sempre uma etapa importante. Mas, para que a mudança não se torne uma dor de cabeça, é fundamental estar ciente com os seus direitos e deveres em relação às leis existentes, como a Lei do Inquilinato. O contrato assinado entre as partes precisa ser cumprido integralmente e, caso haja algum descumprimento, os envolvidos devem arcar com os custos (multas) determinados no contrato, mesmo se o locatário queira Cancelar contrato de aluguel antes de 7 dias, algo que não funciona da mesma maneira que a contratação de serviços e compra de produtos.

Está pensando em mudar de residência, mas ainda não sabe como fazer a mudança de forma adequada? A Noli é uma empresa referência no mercado, que atua com transporte por carreto ou frete, ajudando na movimentação dos móveis para a sua nova casa, garantindo total segurança, transparência, economia e modernidade nesse processo tão importante. 

Índice do Conteúdo

Compartilhe este conteúdo

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.